sábado, 6 de novembro de 2010

A Grande comissão

Pregação feita no domingo dia 17/10/2010

Mt. 28:19-29; Mc. 16: 15-18; At. 2: 38; At. 22:16;

-Pregar o Evangelho a toda a criatura;
-Fazei discípulos de todas as nações;
-Batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
-Ensinando-os à obedecer;

Estamos, como igreja, cumprindo a grande comissão de Jesus?
Será que não estamos, como muitos, pregando o evangelho e parando por aí?A grande comissão começa com a pregação do evangelho da graça, das boas novas de salvação. Isto é o começo da obra e não a obra em si. É preciso fazer, dos novos convertidos, discípulos para o Senhor Jesus. Em Mc. 16: 15-18, Jesus disse: "Quem crer e for batizado será salvo". Pedro disse em At. 2:38 " E sejam batizados em nome de Jesus Cristo para a remissão dos pecados". Mas o batismo salva? Sabemos que só Jesus pode nos salvar. Mas em At. 2: 21, Pedro disse, citando a profecia de Joel: "...e aquele que invocar o nome do Senhor será salvo". É por isso que Jesus disse que devíamos ser batizados em nome do Pai, e do Filho e do Espírito santo e Pedro e os demais apóstolos batizavam "Em nome do Senhor Jesus ou em nome de Jesus Cristo. Eles sabiam que o nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo era o nome de Jesus. Veja as palavras ditas ao apóstolo Paulo quando do seu batismo ( At. 22:16). Não é o batismo em si que salva, mas o invocar o nome do Senhor. Hoje em dia, ao pregarmos costumamos chamar as pessoas dizendo: "Aceitem a Jesus ficando de pé, ou Venham aqui na frente, queremos orar com você. Nos dias dos apóstolos eles diziam: "Arrependei-vos e sede batizados em nome do Senhor Jesus". Era assim que as pessoas recebiam a salvação. Era assim que era pregado o evangelho.
A remissão dos pecados em nossas vidas acontece quando, ao crermos, invocamos o nome do Senhor. É por isso que devemos batizar as pessoas em nome do Senhor Jesus. Não dizemos às pessoas: " Aceitem o Pai, o Filho e o Espírito Santo, dizemos:- Aceitem a Jesus. Não dizemos: "O Pai, o Filho, e o Espírito Santo salvam". Dizemos: " Jesus Salva". Não oramos e nem expulsamos demônios em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito santo. Oramos e expulsamos demônios em nome de Jesus. É esse o nome que tem poder, poder para salvar, poder para curar e poder para os demônios expulsar. E isso fazemos por que cremos que Deus é um só e seu nome é Jesus. ALELUIA!
Pessoas podem ser salvas sem serem batizadas, mas não podem ser salvas sem invocar o bendito nome do Senhor Jesus. Quem crer e invocar o nome do Senhor será salvo. É isso que a bíblia ensina.
A grande comissão começa com a pregação das boas novas de salvação, o Evangelho da graça. Aqueles que aceitam ao Senhor como salvador, devem tornarem-se discípulos e o discipulado inicia-se com o batismo em nome de Jesus. Bom, se é verdade que pessoas podem ser salvas sem serem batizadas, para se tornarem discípulos é fundamental o batismo. Por quê? Porque ser discípulo significa basicamente seguir a Jesus em uma vida de obediência, e o batismo é uma ordenança de Jesus. Se devemos ensinar os salvos a guardarem todas as coisas que ele nos ordenou, a primeira ordenança é o batismo. Por isso o batismo está na Grande Comissão.
Jesus quer salvar os homens não só da condição de pecado em que vivem ( A separação espiritual de Deus). Jesus quer salvar os homens não só do inferno ( A separação eterna de Deus). Jesus quer nos salvar do poder de Satanás, do engano do mundo, e principalmente, de nós mesmos. Isso só se torna possível quando negamos a nós mesmos, tomamos a sua cruz e o seguimos em OBEDIÊNCIA. Quando pregamos o evangelho da graça sem chamar os homens ao arrependimento e uma vida de obediência(Discipulado), estamos sendo pregadores de meia verdade. Estamos anunciando um falso evangelho, pois estamos levando os homens a confiar numa salvação que não os salvará. A salvação de Jesus é completa e total, mas para que ela se torne eficaz na vida das pessoas, precisamos anuncia-la de forma completa e total. Não basta crer no sangue, é preciso aceitar a cruz. O sangue nos concede perdão dos pecados, mas a cruz é quem trata do velho homem e nos salva de nós mesmos. Lembremos que antes do pecado entrar no mundo foi o egoísmo de Adão que lhe trouxe a perdição e o fez pecar. É preciso tratar com o pecado pelo sangue de Jesus, mas é preciso, também, tratar com o pecador. É por isso que Jesus disse: "Fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome....": "Quem crer e for batizado será salvo...". É no discipulado que o nosso velho homem é tratado e subjugado à obediência de Cristo. Não há outro caminho de salvação. A verdadeira salvação implica em FÉ e OBEDIÊNCIA.
Talvez seja por isso que não vemos tantos sinais verdadeiros em nossos dias. "E esses sinais acompanharão aos que crêem: Em meu nome... Falarão novas línguas,... porão as mãos sobre os enfermos e estes serão curados,...expulsarão demônios...." "E receberão o Espírito Santo" At. 2: 38.
A presença de Jesus em nossas vidas pelo batismo do Espírito Santo é outro aspecto importante na salvação. Não podemos nem salvar a nós mesmos nem permanecermos salvos se não for pelo poder de Deus em nossas vidas. O Espírito santo é o selo de nossa salvação. Sem Ele nunca chegaremos ao céu. É ele quem nos convence do pecado, quando pecamos, e nos leva ao arrependimento. É Ele quem nos ilumina para entendermos a palavra de Deus, É Ele quem nos dá poder para vencer o pecado, o mundo e o diabo. É ele que nos dá poder para sermos testemunhas fiéis. É Ele quem imprime em nós a imagem de Jesus.
Uma vida de poder é uma vida de obediência. Não obediência a homens ou a doutrinas de homens, mas obediência à direção do Espírito Santo que é o próprio Senhor Jesus. " E estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos" Mt. 28:19.
Aprendemos que para sermos salvos, no sentido pleno do termo bíblico, é necessário:
1- Crermos no Senhor Jesus e em seu SANGUE derramado por nós, na cruz do calvário;
2- Invocarmos o seu NOME pelo batismo;
3- Tornarmo-nos seus discípulos, ou seja, comprometermo-nos com ele a uma vida de OBEDIÊNCIA;
4- Sermos cheios do ESPIRITO SANTO.

Pr. Paulo David

Nenhum comentário:

Postar um comentário